31 julho 2007

Aroma de manga...


Vem pelo vento
Aroma
Fragrância, odor
Vem da pitanga
Da manga
Perfume da flor
Vem do estrume
Cheiro do gado
Vem do pecado (aroma-amor)
Do corpo dela (aroma-amor)
Todo molhado
Aroma
Um cheiro de suor
Ah, ah, ah, ah, aroma
Ah, ah, ah, ah, aroma
Vem pelas ventas
Aroma
Do pobre ou rico
Embriagada
Tu ficas
Eu também fico
Vem da macela
Da graviola
Vem do pé de manjericão
A te cheirar, manjericão
Todo o planeta
Aroma
De planta do sertão
("Aroma" -- Gilberto Gil [na voz de Lucia Turnbull])

30 julho 2007

bbbbbbbrrrrrrr!!!!!!!


Nossa, como está frio! Caramba!
Agradeço a José Patrício, da Agência Estado, por ter ido na madruga de ontem fotografar meu lugar predileto e do qual tanto sinto saudades: a Cidade Universitária.
Só quem foi uspiano sabe como faz frio naquele lugar à noite (afe!).
Mas também devemos nos lembrar de como é lindo na primavera!

23 julho 2007

Xarahbunita


Das pessoas que levam meu nome (ou eu seu nome), esta é minha predileta: FERNANDA TORRES.
Talento genético, essa carioca de 40 anos (oh... idade FELIZ) está no auge da forma física, "malhada pela ioga" (quer melhor?) e tem vivido um magnifico momento na carreira, em reconhecimento a seu trabalho.
Viva Fernanda!
(a-do-rei essa foto dela, gente!)
(imagem "capt[ur]ada" do site oficial www.uol.com.br/fernandatorres)

21 julho 2007

Mantenha o respeito!


Nunca é tarde pra dar os PARABÉNS a este post do blog UVA NA VULVA.
Sempre bati nesta tecla: não preciso que me aceitem, mas exijo que me RESPEITEM.
Sim, o assunto é da esfera da SEXUALIDADE HUMANA, mas, acima de tudo, dos DIREITOS HUMANOS!

(imagem "capt[ur]ada" do site Uva na Vulva)

20 julho 2007

Warum lügst du?


-- "Sein Geburtstag?!... Ich habe das ganz vergessen...!"

Ach so…!
Was ist das hier dann?

19/7
22:06
...
"Pra ser sincero não espero que você minta
Não se sinta capaz de enganar quem não engana a sim mesmo"
("Pra ser sincero" -- Engenheiros do Hawaii")

13 julho 2007

Nem sempre...


I can't get to sleep
I think about the implications
Of diving in too deep
And possibly the complications
Especially at night
I worry over situations
I know will be alright
Perhaps its just my imagination
Day after day it reappears
Night after night my heartbeat shows the fear
Ghosts appear and fade away
Alone between the sheets
Only brings exasperation
It's time to walk the streets
Smell the desperation
At least there's pretty lights
And though there's little variation
It nullifies the night
From overkill
Day after day it reappears
Night after night my heartbeat shows the fear
Ghosts appear and fade away
Come back another day
I can't get to sleep
I think about the implications
Of diving in too deep
And possibly the complications
Especially at nightI worry over situations that
I know will be alright
It's just overkill
Day after day it reappears
Night after night my heartbeat shows the fear
Ghosts appear and fade away
Ghosts appear and fade away
Ghosts appear and fade away
("Over kill" -- Men at Work)

12 julho 2007

E Deus nos deu a inteligência...


... e a arrogância para subestimá-la!
Devo de ir, FADAS
Inseto voa em cego sem direção
Eu bem te vi, nada
Ou fada borboleta, ou fada canção
AS ILUSÕES FARTAS
A fada com varinha virei condão
Rabo de pipa, olho de vidro
Pra suportar uma costela de Adão
Um toque de sonhar sozinho
Te leva a qualquer direção
De flauta, remo ou moinho
De passo a passo passo...
("Fadas" -- Luiz Melodia / imagem: "Pepper Butterfly" by Artgerm Store)

11 julho 2007

Varal de Saigon


"Anoiteceu
Olho pro tanque e vejo como é bom
Ver a camisa, a calça e o moleton
Espero vc lavar
Com sabão!"
Composição: Ana DelVecchio e Fernanda Rodrigues (hahahahahahaha)
(imagem "capt[ur]ada" do site Claudinhanet)

10 julho 2007

"O que tu queres, SEI EU!"


Ah... as coisas que eu descubro!
(tsc, tsc, tsc...)

("O que tu queres, sei eu!", avatar de Owny do blog Vândalos da Serra Team)

01 julho 2007

Qualquer ganido é bom pretexto


Há poetas na música (Chico Buarque, hors-concours; Zé Ramalho, enigmático; Renato Russo, insuperável!)
Há música na poesia.
Dos da "nova geração", admiro ZECA BALEIRO.
As letras do cara são incríveis – e a voz dele é um tesão de se ouvir!
(convenhamos...)

Essa é a noite do poeta torto
Flor de Lótus na sarjeta
Sem lua, musa ou Deus que o guarde
Pulando a janela do contexto
(...)
Só a noite é que sabe que a vida não tem jeito
Que pro escuro de um poema
Qualquer ganido é bom pretexto
Qualquer ganido é bom

(Trecho de "Cachorro doido" -- Zeca Baleiro: Baladas do Asfalto e outros blues)